Crédito da foto: Portal do AgronegócioSendo R$ 80,5 bilhões destinados a custeio, comercialização e industrialização, e R$ 21,4 bilhões para investimentos, as instituições financeiras abriram os cofres para o setor agropecuário brasileiro, entre julho de 2017 e março deste ano de 2018.

Os recursos representam, em seu total, 54,1% do que foi anunciado pelo governo federal para o setor primário do país. Mas, segundo os demonstrativos financeiras comparados, eles significam um aumento de 9,2% com relação ao mesmo período entre 2016 e 2017.

“O levantamento mostra a disposição dos produtores em contrair financiamentos, sobretudo para investimentos em programas como o ABC, Inovagro e de Armazenagem”, comemora Wilson Vaz de Araújo, secretário de Política Agrícola do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento.

O entusiasmo leva as autoridades a preverem um acréscimo no financiamento da agropecuária no período 2018-2019, impulsionado pelos excelentes resultados obtidos pelo setor primário brasileiro, com forte repercussão na balança de pagamento do país.

Mais informações sobre o tema, CLIQUE AQUI.

Deixe um comentário

avatar
Fechar Menu