Foto Jonas Oliveira. Agência Estadual de Notícias/Gov. Paraná
Colheita e plantação de soja no interior de Cascavel.

Foi divulgado pela Secretaria de Estado da Agricultura e Abastecimento do Paraná que está previsto para 2018 a produção total de 39 milhões de toneladas de grãos, levando em consideração a segunda safra de milho e a safra de inverno em que estão sendo plantadas. Caso esse volume estabilize, simbolizará que a produção da safra de 2017/18, que foi de 38 milhões de toneladas, estará acima da média dos últimos 4 anos.

De acordo com o Departamento de Economia Rural (Deral), caso não ocorra problemas climáticos graves, está estimado uma safra de cereais de inverno entre 3,9 e 4,0 milhões de toneladas. Já a safra de verão, deve atingir um resultado de 22,4 milhões de toneladas e a segunda safra de milho deve contribuir com 12,3 milhões de toneladas, caso o clima não atrapalhe também.

A produção de trigo deve atingir o volume de 3,3 milhões de toneladas, com aumento de 49% em relação a 2017. O Oeste é a região que mais cresce nessa área. A soja está com 81% da área plantada já colhida, tendo um ritmo mais lento por conta das reações climáticas durante o desenvolvimento da lavoura, primeiramente enfrentando a seca e em seguida chuvas excessivas. Mesmo com problemas, a safra deverá render um volume de 19,1 milhões de toneladas, pouco inferior ao ano passado, onde foi recorde, rendendo 19,8 milhões de toneladas.

A Argentina, grande produtora de grãos, está enfrentando uma das maiores secas dos ultimo anos. Com isso a demanda de soja no Paraná cresceu nos últimos dias por conta do agravamento climático, provocando uma procura maior pela soja produzida no Brasil.

O plantio da segunda safra de milho está sendo finalizado no Paraná, devendo ocupar uma área de 2,15 milhões de hectares, com 11% a menos sobre o plantio realizado no ano passado. Estima-se 12,3 milhões de toneladas na produção desse ano, 7% a menos em relação a segunda safra do ano passado que teve um alcanço de 13,3 milhões de toneladas.

Este ano o Paraná deverá produzir 15 milhões de toneladas entre a primeira e a segunda safra de milho, equivalendo a 17% da produção nacional devendo alcançar volume total de 87 milhões de toneladas.
Foi concluída a colheita da primeira safra de feijão plantada no estado. Ano passado a primeira safra de feijão rendeu 368.157 toneladas, volume 18% maior do que está previsto para esse ano, devendo alcançar 311.337 toneladas. O clima provocou o rompimento da safra, com as chuvas durante o desenvolvimento da lavoura. Já o plantio da segunda safra ocorreu regularmente e está finalizado.

Em 2017 a área cultivada ocupou 251.625 hectares, já esse ano teve o alcance de 200.963 hectares, uma redução de 20%. Estima-se um volume de 11% maior em 2018 em relação a 2017, com 384.792 toneladas e 246.610 toneladas respectivamente, de acordo com a Deral

Deixe um comentário

avatar
Fechar Menu