Por conta da seca que atingiu o Paraná, principalmente no fim do ano passado, a colheita de soja começou com atraso em 2018. Em contrapartida, o excesso de chuvas no mês de janeiro também prejudicou de maneira significativa a produtividade das lavouras.

Segundo o Departamento de Economia Rural (Deral), mesmo com o aumento de 4% da área de plantação, a produção da safra de 2017/2018 será menor em comparação com a última colheita.

Agência Brasil
Colheita de soja atrasada por conta da seca no Paraná

O excesso de chuvas também pode piorar a situação dos agricultores de soja devido a ferrugem asiática, que provoca perdas significativas na produção dos grãos. Segundo o Embrapa, o Paraná já registrou mais de 100 casos da doença nas plantações da semente.

Atualmente, o Estado é o segundo maior produtor de soja do país, atrás apenas do Mato Grosso.

Deixe um comentário

avatar
Fechar Menu