Mesmo na condição de maior exportador de suco de laranja, do mundo, o Brasil conseguiu aumentar, no acumulado da safra 2017-2918, em 30% os embarques do produto, em virtude da recuperação da safra.

Além disso, as compras dos Estados Unidos foram responsáveis pelo crescimento da exportação do suco de laranja, em função da redução da oferta doméstica naquele país diante da queda na produção da Flórida.

Segundo os números absolutos, os norte-americanos já compraram 256,2 mil toneladas de suco concentrado congelado, sob a sigla FCOJ (Frozen Concentrated Orange Juice), o que resulta numa alta de 69%.

“A baixa na produção durante a safra 2016/2017, uma das menores da história, continua, sem dúvida, influenciando no ritmo de alta da safra corrente”, explicitou o diretor-executivo da CitrusBR, Ibiapaba Netto.

Mais informações sobre o tema, CLIQUE AQUI.

 

Deixe um comentário

avatar
Fechar Menu